Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A rapariga do autocarro

20
Fev14

Salvem o Bóbi!

Às vezes dou pela minha alma num estado esquizofrénico tal, que só me dá vontade de tentar cortar os pulsos.

 

Hoje no autocarro ia alguém ao telefone, muito exaltado, numa discussão com o interlocutor acerca de um cão que este tinha ido buscar ao refúgio. Do outro lado da linha alguém se queixava que o cão cagava, mijava e ladrava dentro de casa! O passageiro ao meu lado dizia que não podia ser, que tinha de ir fazer queixa à DECO, porque não podem dar cães assim às pessoas. Tens de ir fazer queixa à DECO! em vez de lhe dizer Tens de o ensinar, o pobre bicho não está habituado! ...ou qualquer coisa assim, digo eu, não sei…

 

E ele lá ia dizendo que o dele até se portava mais ou menos, mas também não estava muito satisfeito, porque subia para cima da cama e do sofá… Chegou a uma altura da conversa que achei que estava a ter alucinações, o passageiro continuava a insistir: Vai à DECO! Vai à DECO! Tens que fazer queixa… Coitados dos funcionários da DECO, não terão mais nada que fazer senão ouvir reclamações por causa de um cão que caga, mija, ladra e, certamente, há-de ser mais inteligente que o próprio dono?! Oh my god! Alguém ajude – de facto –  os pobres animais, porque estes “pseudo-donos” deixam muito a desejar….

 

... E assim foram, mais de meia hora a discutir uma forma de se livrarem do desgraçado do bicho!

Eu não sei o que as pessoas procuram quando vão buscar um cão abandonado, mas devem achar que é de peluche e tem botão ON/OFF, porque eu nunca ouvi tamanha estupidez sobre o comportamento dos animais. 

2 comentários

Comentar post