Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A rapariga do autocarro

24
Mar15

Fim de semana alucinante em meia dúzia de passos

 

Quinta feira entrada ao serviço às 06H00 saída às 23H00, se não me falha a matemática, e falha muitas vezes, turno de 17horas.  Há dias da caça e dias do caçador!

 

Sexta acordar cedo e fazer a mala para fim de semana , arrancar rumo a Pombal para uma visitinha à famelga!

 

Cumprimentar a malta, ver a horta, os animais, brincar na relva e jantar em família!

 

 Durante a noite catrapum, Gabriel mal disposto, vamos esperar, Gabriel não  melhora, Hospital!

 

Visita ao Hospital de Pombal, recepção não tem ninguém, nem aparece no que me pareceu uma eternidade,  mas foram 5 minutos. Triagem logo a seguir e segue para atendimento de imediato, boas notícias a médica de serviço é pediatra! Sessão de perguntas e respostas, solução enviar o Gabriel para Hospital de Leiria porque em Pombal não há a medicação que ele precisa!!! -  Mas oh doutora, nós moramos em Lisboa, e vamos para lá quando sairmos daqui, podemos ir à Estefânia! Doutora concorda, diz que o tratamento vai levar umas horas!

 

Ai viemos nós, viagem impecável, Gabriel até aguentou bem dadas as circunstâncias!

 

Olá, Estefânia! Atendimento rápido, passa para sala de tratamentos, o primeiro não corre bem, esperar meia hora até ao próximo! Voltamos ao tratamento, à segunda corre bem, aguardamos mais uma hora para o próximo. Uma hora depois, mais uma dose de medicamento e aguardar mais uma hora,  medicamento faz efeito, Aleluia! Voltar à médica, atendimento 5* (obrigada Drª Rita Machado) Aguardar mais um bocado a ver se o pequeno aguenta!! Aguentou que nem um Gigante, portou-se lindamente em todo o processo!  Às 22H00 enfim em casa!!!

 

Critica ao Hospital de Pombal, não ter um medicamento tão importante para crianças!

 

Critica ao Hospital da Estefânia, as salas de espera! É doloroso para nós e para os pequenos esperar em salas sem  condições especialmente porque temos que passar horas com as crianças ao colo!

  

15 comentários

Comentar post