Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A rapariga do autocarro

26
Mai14

E agora algo que não interessa nada....

Desde que me lembro que gosto de perfumes e dos seus frascos. Muitos dos que comprei foi justamente pelo frasco! Os de Lolita Lempicka são uma perdição! Nunca me fidelizei a nenhum aroma, gosto de muitos, e vou variando consoante o estado de espírito. 

 

Mas como bem diz o provérbio - “Em casa de ferreiro, espeto de pau.”- também eu, a maior parte das vezes, não uso sequer perfume, o que me levou a cortar definitivamente com compras por impulso. Agora só compro mesmo se gostar muito, afinal acumulei centenas de frascos cá em casa! Há um perfume que nunca consegui usar, “Vanderbilt” de Gloria Vanderbilt: há uns bons anos atrás era muito popular e cada vez que lhe sentia o cheiro ficava cheia de náuseas. Ainda hoje só de ver o frasco me vem à memória o cheiro!

 

Por estes dias vou variando entre o “Miss Dior Chérie”, vários da Chanel (“Coco Mademoiselle”, “Chance”, “Coco Noir”) ou ainda o “Flower” by Kenzo.

 

              

 

             

10 comentários

Comentar post