Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A rapariga do autocarro

03
Ago14

Continuação do post anterior...

A sério que gosto, 

 

Há 20 anos fazia exercício físico 6 dias por semana: um dia ginásio, outro dia corrida... durante 10 anos tive esta “mania”, mas agora estou curada! Foi nessa altura que descobri a maravilha dos batidos - hoje chamam-lhe “sumos detox” -, que eram o meu suplemento vitamínico. A mania dos batidos continuou até hoje porque, para mim, são óptimos e rápidos pequenos-almoços ou lanches, conforme a disposição. Não os tomo todos os dias, nem tenho nenhuma receita, é abrir o frigorífico e cá vai disto! Às vezes sabem bem, outras vezes vejo que os ingredientes não combinam... mas já está, já está, bota abaixo! 

 

Mais antigo é o meu gosto pelo  “pinterest” analógico. Nos finais dos 80 descobri  as revistas femininas, naquela altura as francesas, trazidas pela famelga, toda ela emigarada. Madame Fígaro era a minha favorita. Recortava as imagens dos perfumes, bolsas, jóias e colava nos meus diários. Hoje quando os folheio riu-me de como eu queria aquele perfume... de como disse a mim mesma que um dia só ia comprar bolsas daquelas, daquelas que tinham um LV gravado, e que eu achava o máximo! 

 

Já naquele tempo eu praticava a “visualização criativa” sem o saber, sem lhe atribuir esta designação pomposa. Se resultou? Bem: perfumes, já sabem, já deixei de colecionar; as bolsas Louis Vuitton, isso é segredo… :)

8 comentários

Comentar post