Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A rapariga do autocarro

30
Abr14

Pneus só são bonitos nos carros!

Todos os dias me deparo com atentados à minha visão estética!

 

Não percebo nada de estilo, nem modas, mas gosto de dizer mal… e há coisas que é impossível ignorar: a mania que as mulheres arranjaram de andar com calças 2 números abaixo do que seria adequado está a tornar-se epidémica! Ai de alguma amiga minha que me apareça nesta figura!

 

Primeiro eram as pitinhas: com calças de cintura descida, as gordurinhas das ancas todas de fora, qual franguinha na montra do talho! Agora são mulheres adultas, com as gorduras típicas que em nós, quarentonas e mães, teimam em fixar-se à volta da barriga.

 

As mulheres têm que perceber que há coisas que a partir de terminada idade se tornam ridículas, e calças de cintura descida a fazer concorrência ao Bibendum é uma delas. Não é bonito, é uma “biolência” para os nossos olhos! Podemos ser elegantes em qualquer idade, mesmo usando roupa plus size.

 

Vamos lá a dar uma olhadela no espelho antes de sair de casa, boa?

 

28
Abr14

Ai como eu sofro # 1

Este ano a Zara tem uma coleção de calças estampadas de ir ao céu!!!

 

Toda a minha vida gostei de calças "falclóricas", passava a vida de loja em loja à procura de umas, e eis que a Zara apresenta uma coleção com dezenas!! As minhas amigas torciam o nariz, mas nunca abdiquei de calças estampadas, adoro-as, e este ano a coleção parece desenhada para mim!

 

Agora resta-me esperar pelas promoções para comprar calças até à 3ª idade!!!

19
Abr14

Mas para quê?

Irritam-me aquelas pessoas que entram no autocarro e andam para ali a experimentar bancos como se andassem a jogar ao jogo da cadeira!!!

 

Epá: entram, sentam-se num lugar, passada uma paragem alguém sai, mudam-se para o lugar que vagou, passado mais um bocado mudam para outro! Não tenho paciência para isso: incomodam sistematicamente as pessoas que ali vão sentadinhas na paz dos anjos!

 

Mudar de um lugar que em que se está de costas ainda compreendo – também não consigo viajar muito tempo de costas sem ficar cheia de vómitos – mas a maior parte das vezes não se trata nada disso! Um dia destes ainda passo uma rasteira a alguém! Shhhhiuuuuu… eu não disse nada!

 

16
Abr14

Manual para sobreviver a um carteirista.

 

 

 Tanto há a dizer sobre esta praga que invade os nossos transportes todos os dias. Ninguém está a salvo!

 

Nestes dias de férias de Páscoa e nos próximos meses de Verão há carteiristas a fazer milhares de euros em roubos todos os dias. Amontoam-se no Cais do Sodré para se enfiarem no 15, invadem o 28 para o Castelo, é só escolher!

 

Combatê-los é uma luta inglória. São muito raros os casos em que, depois de presos em flagrante, vão, de facto, a tribunal e são condenados, regra geral saem apenas com apresentações periódicas na esquadra… Depois muitos dos turistas também chegam cá a pensar que Lisboa é uma cidade sem criminosos, depois é o que se vê, deixam-se roubar com uma facilidade desconcertante!

 

Estes amigos do alheio apresentam-se de várias formas, disfarçados de pobres reformados ou mesmo de turistas, mas uma coisa é certa, sempre em bandos. As pessoas nunca se apercebem, mas um carteirista nunca “ataca” sozinho.  São vários os grupos de raparigas de leste que andam a pela Baixa a caçar carteiras!

 

Uma coisa que o carteirista não rouba é aquilo que está à frente dos nossos olhos, por isso cuidado com bolsas a tiracolo, às costas, objetos nos bolsos... voa tudo e as pessoas nunca se apercebem. Por norma um carteirista anda sempre com algo nas mãos, um casaco, um jornal, ou uma bolsa a tiracolo, para ajudar a disfarçar os movimentos que vai fazendo com as mãos.  Se estiverem atentos, as bolsas a tiracolo que usam estão sempre vazias, servem apenas de adereço!

 

Nalguns países esta gente estava maneta há muito tempo... há dias diziam no telejornal que, na Argentina, está na moda espancá-los em praça pública quando os apanham!

 

14
Abr14

Comigo não!

Cabelo com madeixas, unhas de gel e olhos pintados! Não ficaria mal se a miúda não tivesse dez anos!

 

Mete-me confusão esta adultização das crinanças, pelo amor de Deus a miúda anda na escola primária...

 

Eu tenho um filho, não sei o que o futuro me reserva, mas temos que saber dizer não!

 

 

11
Abr14

O estádio Universitário e eu!

O Estádio Universitário é uma pérola muito mal aproveitada.

 

Um espaço extraordinário para praticar desporto, mas que não passa dum aglomerado de edifícios com um estádio no meio! 

 

Os circuitos são completamente antiquados. O local seria ideal para colocarem aparelhos de fitness, à semelhança dos que foram distribuídos por vários parques da cidade, mas pelos vistos esqueceram-se de um sítio onde seria óbvia e apropriada a colocação dos mesmos. É um espaço

utilizado por pessoas de todas as idades, que convida à prática de exercício, mas que ao fim e ao cabo deixa muito a desejar, fruto do potencial não aproveitado. 

 

Até um parque infantil faria imenso sucesso, tamanha é a quantidade de pais e avós que vão lá passear com a criançada, onde eu me incluo!

Está completamente desaproveitado

 

Mas lembraram-se de fazer uma obra extraordinária:  um “campo de golfe “! Há anos que não fazem outra vida que é cuidar da relva, sem nunca ninguém o ter usado. Mais meia dúzia que se abotoaram a uns milhões de euros para fazer uma obra que não serve ninguém! Agora meteram uma rede e ficou a parecer uma gaiola gigante… Oh valha-me nossa Senhora!!!

Pág. 1/2